terça-feira, 31 de julho de 2012

EM CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS: Polícia prende suspeito de matar ex-companheira e adolescente de 17 anos

Jovem de 21 anos foi detido após a Justiça aceitar o pedido de prisão preventiva. Crime teria motivação passional.

Cristiane Silva Publicação: 31/07/2012 11:16 Atualização: 31/07/2012 11:32
 
Foi preso no início da madrugada desta terça-feira o oleiro Derik Stefany Batista dos Santos, de 21 anos, suspeito de matar a facadas a ex-companheira Kenia Gonçalves de Paula, de 16 anos, e o amigo dela, Jefferson Dagrava Oliveira, de 17. O crime ocorreu no último sábado em Conceição das Alagoas, no Triângulo Mineiro.

 
Na segunda-feira, Derik se apresentou na delegacia da cidade, acompanhado do advogado, mas não foi detido por não haver flagrante. O pedido de prisão preventiva do suspeito foi aceito pelo juiz depois que Derik foi liberado. De acordo com a Polícia Civil, o delegado Cláudio Renato Ondas, responsável pelo caso, informou que ele se apresentou no Quartel de da Polícia Militar de Uberaba. Conforme a Polícia Civil da cidade, ele foi detido por volta da 1h e apresentado na Delegacia de Plantão de Uberaba, por não haver plantão em Conceição das Alagoas após as 18h. De lá, ele deve ser encaminhado ao presídio da cidade de origem.

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Civil (PC), Derik e Kenia chegaram a morar juntos e haviam terminado o relacionamento. Inconformado, o suspeito ameaçava a jovem de morte. No último sábado, por volta das 16h, a adolescente e o amigo Jefferson estavam perto de uma sorveteria quando foram abordados por Derick, que chegou de bicicleta. O jovem estava armado com uma faca e atingiu a adolescente. Jeffferson, que estava com a filha de Kenia e Derik no colo, foi atingido por nove facadas. A criança não teria se ferido. Após agredir o rapaz, Derik e esfaqueou a adolescente mais oito vezes, fugindo em seguida.

Consta no boletim de ocorrência da Polícia Militar da cidade, que Kenia e Jefferson foram socorridos em uma ambulância para o Hospital João Henrique, mas morreram. O médico disse à polícia o corpo da adolescente apresentava 13 facadas. A faca artesanal usada por Derik foi encontrada no local dos crimes. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Uberaba. Ainda conforme a PM, a mãe do suspeito disse à polícia que na sexta-feira o casal participou de uma audiência no fórum da cidade, mas ela não soube informar mais detalhes. Os jovens estavam separados a pouco tempo.

Veja a reportagem da TV Alterosa com imagens do crime
 

Nenhum comentário: