sexta-feira, 24 de agosto de 2012

MG: Polícia Civil faz buscas por suspeitos de matar PM em campus de universidade

Policiais encontaram um tênis que pode ser de um dos criminosos preso a um arame farpado. O militar não usava colete à prova de balas quando o crime ocorreu.

A Polícia Civil de Floresta, na Região Central de Minas, ainda faz buscas pelos suspeitos da morte de um policial militar ocorrida na madrugada desta sexta-feira no campus da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Segundo um dos policiais, as diligências são lideradas pelo delegado Jorge Pereira de Melo e a principal pista encontrada até agora é um tênis de marca que foi encontrado próximo ao local.
 
O cabo Adnê dos Santos, do Regimento de Cavalaria da Polícia Militar, trabalhava no Núcleo Equino de Reprodução (NER) e morava em Mateus Leme, na Grande BH. O comandante do Regimento, tenente-coronel Mac Dowel Campos Silva, explica que há um convênio da universidade com a Polícia Militar, de forma que o NER funciona ns Central de Ensino e Desenvolvimento Agrário de Florestal (CEDAF) do campus e, em troca, os militares auxiliam na segurança da instituição e do município.

Conforme o tenente-coronel, dois homens armados usando toucas ninja entraram pelos fundos do posto de vigilância na entrada da UFV e renderam um dos vigias. O outro segurança estava na cozinha e também foi abordado. Eles não trabalham armados. Os dois foram levados para fora pelos criminosos, que depararam com o policial militar no banco do passageiro do carro da vigilância. Ao avistar a situação, ele gritou com os homens e foi atingido com um disparo no peito. O policial chegou a fazer um disparo contra os bandidos, mas ninguém foi atingido. Ele morreu antes de receber atendimento médico. Os criminosos fugiram.

Nenhum comentário: