terça-feira, 19 de março de 2013

EM ITAUNA: Polícia apresenta autores de crime no Hospital; mandante está foragido

Dos cinco envolvidos na execução dos irmãos Anderson e Edson Nunes da Silva, em fevereiro deste ano, no Hospital Manoel Gonçalves, três estão foragidos. Foram presos Jaques Lopes de Oliveira (Gal) 21 anos, que se apresentou a policia como co-autor do crime, e o autor dos disparos, Daniel Antunes de Castro (IeL) de 26 anos.

O principal motivo do homicídio, conforme as autoridades, teria sido vingança. Após Anderson matar Alex Nunes, mais conhecido como Juninho e que era tido como chefe “Do Alto da Laje”, seus comparsas juraram vingança. As ameaças se intensificaram logo depois que Anderson executou outro membro da gangue Eduardo, ou Dudu, que teria intenção de atentar contra sua vida.

A polícia apreendeu três revólveres de calibre 38 suspeitos de serem utilizadas no crime. Foram encontradas na residência de Jaques uma blusa e um par de tênis usados durante a ação no hospital.

A polícia procura por Arlon Richers Batista da Silva, Glauciano Nogueira da Silva e um quinto elemento que ainda não foi identificado pelas autoridades. Acredita-se que o foragido Douglas Regimo de Oliveira seja o mandante do crime.

Todos os envolvidos na ação de execução já eram conhecidos da polícia civil por outros crimes e principalmente por trafico de drogas em Itaúna.


Nenhum comentário: